Artigo
A vida dos escravos reprodutores no Brasil
30/06/2024

PUBLICIDADE

A escravidão no Brasil é um capítulo sombrio da história, marcado por práticas desumanas e cruéis. Uma dessas práticas era o esquema de reprodução de escravos, muito comum nas grandes fazendas de café e cana de açúcar dos séculos 18 e 19. A menos que você seja um profundo estudioso da história da escravatura no Brasil, talvez não saiba que os escravos mais fortes e saudáveis eram selecionados para serem reprodutores nas senzalas.

PUBLICIDADE

Isso mesmo, na época sombria da escravatura, processos semelhantes à reprodução em massa de gados ocorriam com seres humanos negros. O objetivo dos senhores de escravos era aumentar o número de indivíduos nas fazendas sem precisar pagar por eles.

“Filho de escravo… escravo era.”

A Lei do Ventre Livre, assinada em 1871, propôs que os filhos de mães escravizadas, nascidos a partir dessa data, estariam livres.

PUBLICIDADE

Mas antes dessa lei, todo bebê nascido de uma escrava também era escravo e pertencia ao senhor de sua mãe. Por isso, os senhores de escravos passaram pelo menos dois séculos “cruzando” escravos para manter suas senzalas sempre cheias. O esquema funcionava assim: os escravos do sexo masculino, fortes, altos e saudáveis, eram selecionados para o trabalho humilhante de ter relações íntimas regulares com as escravas a fim de engravidá-las.

PUBLICIDADE

As escravas eram também selecionadas pelo histórico de saúde e condição física. Assim que as meninas menstruassem pela primeira vez, já poderiam receber as visitas regulares dos reprodutores.

A Realidade Desumana

As jovens mães que tinham bons partos de bebês saudáveis eram incentivadas a engravidar novamente.

PUBLICIDADE

Muitas escravas pariam até dez filhos sob ordem dos feitores. Este costume, comum nas grandes fazendas de escravos no Brasil, era extremamente constrangedor. Os homens muitas vezes precisavam manter relações com meninas muito novas, ou filhas de amigos, esposas ou namoradas de companheiros próximos. Uma situação muito desagradável e humilhante. Embora nem todos os senhores de escravos exigissem esse procedimento, há diversos registros apontando tal desrespeito.

PUBLICIDADE

O Escravo Reprodutor “Pata-Seca”

Uma das histórias mais conhecidas é a de um escravo chamado Roque José Florêncio, conhecido como “Pata-Seca”. Ele viveu no início do século 19 na região onde hoje é São Carlos, em São Paulo. Devido a seu porte físico e ótimo rendimento no trabalho braçal, Pata-Seca foi declarado “escravo reprodutor de alta qualidade”.

PUBLICIDADE

Ele tinha 2,18 metros de altura e, na época, acreditava-se que escravos mais altos eram mais fortes e tinham maior tendência a gerarem filhos homens. O interesse dos senhores era aumentar o número de escravos homens, considerados a melhor mão de obra para os trabalhos forçados do campo.

Vida e Obrigações de Pata-Seca

PUBLICIDADE

Pata-Seca era obrigado a visitar as senzalas regularmente para violar as mulheres selecionadas. Registros indicam que ele teve mais de 200 filhos saudáveis ao longo da vida. Especialistas estimam que cerca de 30% da população do vilarejo de Santa Eudóxia, na região de São Carlos, seja descendente direta desse homem. Seu sucesso como reprodutor lhe rendeu muitas regalias: ele não trabalhava na lavoura, cuidava dos cavalos da fazenda e buscava correspondências para seu senhor.

PUBLICIDADE

Ele comia na cozinha da casa grande e tinha uma alimentação diferenciada.

Amor e Dever

Em um certo momento da vida, Roque se apaixonou e seu senhor permitiu que ele levasse a esposa para viver com ele em um casebre dentro das terras da fazenda. O casal teve nove filhos. Porém, mesmo casado, Pata-Seca ainda precisava visitar as mulheres da senzala regularmente.

PUBLICIDADE

Ele cumpriu suas obrigações até o fim de sua virilidade, que, segundo registros, durou quase 90 anos. Historiadores acreditam que ele viveu até os 130 anos. Pata-Seca faleceu em 1958, com um documento de óbito apontando insuficiência cardíaca, miocardite, esclerose e senilidade. A falta de documentos com datas claras sobre o nascimento e a morte de Pata-Seca dificulta a confirmação da sua idade.

Essas histórias revelam a crueldade e a desumanidade da escravidão no Brasil, mostrando que a realidade enfrentada pelos escravos ia muito além do trabalho forçado nas plantações.

PUBLICIDADE

18 CURIOSIDADES que era melhor VOCÊ NEM SABER ...
20/07/2024
Combinação de duas drogas reduz drástica e rapidamente câncer de mama
18/07/2024
Matemática explica porque você deve fazer xixi enquanto toma banho
18/07/2024
Médicos estão utilizando 4nus robótico superrealista para treinarem o exame de próstata
16/07/2024
Úteros artificias e fetos crescendo em laboratório. Bebês projetados serão o futuro da humanidade?
16/07/2024
Homens que bebem dois copos de refrigerantes todos os dias podem desenvolver problemas sexuais graves, diz estudo!
16/07/2024
Oito coisas que todos nós fazemos no banheiro, mas não deveríamos fazer!
07/07/2024
Ser mulher na Grécia antiga: você aguentaria?
30/06/2024
Por que a água do mar é salgada? De onde vem aquele sal todo?
27/06/2024
Esta é a verdadeira razão dos personagens de desenho animado usarem luvas: ‘Por isso, colocamos’
20/06/2024
Cada personagem do desenho Ursinho Pooh representa um transtorno mental segundo estudo de revista científica
20/06/2024
Prazo para o fim do mundo? Universidade faz estudo e revela data em que a Terra ficará inabitável
19/06/2024
4 plantas que são altamente venenosas e podem matar qualquer ser humano
17/06/2024
Vídeo: fiéis afirmam que imagem de Nossa Senhora chorou durante missa na Semana Santa
22/07/2024
Você sabe como morreram os 12 apóstolos de Jesus?
22/07/2024
Esta mulher passou por dezenas de cirurgias para ‘virar’ uma gata; mas resultado deixou os fãs perplexos
22/07/2024
Desvende os traços de sua personalidade por meio da análise do formato de seu umbigo
22/07/2024
OVNI com luzes vermelhas são avistados por policiais, que temem contar o que viram
22/07/2024
Peixe de três olhos e Marge no caixão: ‘previsões’ dos Simpsons continuam se ‘confirmando’
22/07/2024
Influenciadora choca ao limpar tumbas em cemitérios “Coveira patricinha”
22/07/2024